PMs do Cotar desmancham quadrilha suspeita de assaltos no interior do Ceará

Três pessoas foram presas e duas armas foram apreendidas, além do material roubado de uma casa noturna.

Equipes do Comando Tático Rural (Cotar), do Batalhão de Choque da Polícia Militar, desarticulou, na madrugada deste domingo (6), uma quadrilha suspeita de praticar ataques a estabelecimentos comerciais instalados em São Benedito, município da Região serrana cearense, a 332 quilômetros de Fortaleza.
De acordo com informações do cabo Djalma dos Santos, a equipe policial se dirigiu até São Benedito a pedido do BPChoque, devido a uma série de ações criminosas contra estabelecimentos comerciais da cidade.
Ainda na noite do último sábado (5), a equipe policial recebeu uma informação de que um trio praticava assaltos na Região.
Após os agentes se dirigirem ao Centro do município, uma segunda informação dizia que um roubo acabara de acontecer em uma casa noturna, onde duas pessoas em um carro, ao avistarem os policiais, fugiram em direção à Zona Rural da cidade.
A partir daí iniciou-se uma perseguição policial. Durante essa ação, os criminosos atiraram contra a composição, que revidou, atingindo o pneu do veículo dos fugitivos, que acabaram apreendidos.
Foram presos, a princípio: Antônio Douglas França Alves, de 19 anos; e Francisco Emiliano Rodrigues da Silva. De acordo com os policiais, o segundo já responde na Justiça pelo crime de homicídio e por porte ilegal de arma de fogo.
Ainda segundo informações da Polícia, durante a perseguição os criminosos jogaram uma bolsa. Nela, os agentes encontraram 11 aparelhos celulares, carteiras e uma quantia em dinheiro, frutos do ataque às vítimas. Os policiais recuperaram, ainda, cerca de R$ 15 mil em joias, pertencentes aos clientes da casa noturna.
Um revólver calibre 32 e três balaclavas também foram apreendidas pelos policiais do Cotar.
Terceiro envolvido
Presos, os dois repassaram aos policiais o endereço de uma terceira pessoa, com quem estaria o restante do material roubado.
Os policiais realizaram o cerco no local indicado pelos primeiros suspeitos, mas o terceiro envolvido conseguiu fugir após troca de tiros. Na residência dele, os agentes encontraram um segundo revólver calibre 32, municiado, e prenderam Francisca Leiliane da Silva, de 21 anos, esposa do fugitivo.
De acordo com a Polícia, em outra residência foi apreendida uma motocicleta, que também era fruto de um dos ataques da quadrilha. Foram recuperados ainda, outros pertences das vítimas da casa noturna: relógios de ouro, pulseiras e mais aparelhos celulares.
Os três presos foram autuados em flagrante por roubo qualificado, por uso de arma de fogo, violência e do conjunto de várias pessoas nos atos criminosos. A Polícia deve pedir a prisão preventiva do suspeito que conseguiu fugir durante a ação policial.
Fonte: Cnews